Construção do Pneu - Bias/Sólido/Radial

A escolha dos pneus é um dos fatores mais importantes para a vida útil do pneu. A escolha da especificação correta dos pneus melhora significativamente a vida útil do pneu e reduz os custos operacionais dos veículos.O Grupo Magna Tyres oferece uma ampla Gama de Pneus que inclui pneus Radiais, Bias e Sólidos que oferecem no seu conjunto benefícios específicos para os diferentes tipos de aplicações e de máquinas. 

Pneus Radiais  

Os pneus Magna com construção radial utilizam uma série de cabos de aço que se estendem a partir do aro do talão e atravessam a banda de rolamento, de modo a que os cabos fiquem dispostos em ângulo reto com a linha central da banda de rolamento e paralelos um ao outro, bem como as lonas diretamente por baixo da banda de rolamento.

Esta rede de cabos dá a força e a forma ao pneu. Devido à construção radial integralmente em aço, o flanco de um pneu radial é mais flexível em comparação com um pneu bias, resultando num rasto menor, mas mais largo. Isto significa menos resistência ao rolamento, um menor consumo de combustível, mais aderência e maior conforto de condução a uma maior velocidade. A construção radial de aço não tem movimento entre as lonas de topo, o que significa menos acumulação de calor ou uma resistência superior ao aquecimento.

Além disso, as lonas imediatamente debaixo da banda de rolamento garantem menos deformações o que proporciona mais tração e resistência a furos. As desvantagens do pneu radial incluem mais desconforto a baixa velocidade em estradas irregulares e, em contexto off-road, uma diminuição da capacidade de «auto-limpeza», um flanco mais rígido e menor capacidade de aderência a baixa velocidade.

Este tipo de carcaça tem apenas uma lona radial que é estabilizada por várias lonas.

Pneus Bias ou Diagonais

Um pneu bias é feito de camadas de lona de tecido revestida a borracha (geralmente de nylon) dispostas em ângulos de aproximadamente 30-40 graus, com lonas sucessivas dispostas em ângulos opostos que formam um padrão cruzado, sobre as quais se aplica a banda de rolamento. Esta construção proporciona as vantagens principais: conforto em superfícies duras e mais conforto para o operador e simultaneamente uma maior capacidade de resistir a cargas. Isso faz com que estes pneus sejam especialmente eficazes para máquinas em portos e terminais. A desvantagem é que estes pneus têm menos aderência a altas velocidades, são mais sensíveis ao sobreaquecimento, tem um desgaste acelerado e um maior consumo de combustível.

Construção bias ou diagonal feita de várias lonas entrecruzadas.

Pneus Sólidos

Os pneus sólidos são não-pneumáticos, o que significa que não são enchidos com ar. Estes pneus são usados em aplicações industriais e são adequados para empilhadores, veículos de transportes pesados, camiões de plataforma e outros veículos industriais.

As empresas e fabricantes de reciclagem e resíduos que lidam com produtos de vidro têm tendência a usar pneus sólidos por causa da sua resistência a danos por perfuração. São pneus extremamente estáveis, isentos de manutenção e também capazes de suportar uma carga de peso significativamente mais elevada do que os pneumáticos, sem o receio de explosões.

Os pneus sólidos são especialmente concebidos para máquinas industriais lentas que exigem trabalhos de elevação pesados.

Esta construção Sólida não está sujeita a furos.

Contacte-nos

Para pedidos de vendas e perguntas sobre os nossos produtos e serviços, entre em contacto com o Grupo Magna Tyres.